Lurdes Dantas, Palavras imortais...Aconchego.

Razão e Emoção, Misturas de Sentimentos...Reflexão!

Textos

A violência, um fato milenar (contexto histórico)
                       Contexto histórico
      A violência é uma realidade milenar. Ao longo dos milênios, circula amplamente pela sociedade, abrangendo todas as Idades: Antiga, a Idade Média, Moderna e Contemporânea. Em todas elas, houve barbáries de alguma forma e sob vários aspectos e segmentos. Ela não se limita a uma só classe social, no entanto é mais evidenciada nas camadas populares onde o poder aquisitivo é muito baixo e as condições de vida são precárias.E como exemplo, citamos o livro da Bíblia (Velho Testamento, principalmente) repleto de lutas e guerras travadas pelo busca do poder religioso e da supremacia sobre povos e nações. O próprio Jesus Cristo (Novo Testamento), foi vítima da violência humana, assim como todos os que decidiram lutar pela paz e por um mundo melhor no decorrer da história da humanidade; como, Marcus Luter Qing, Gandy, Chico Mendes e outras personalidades que morreram por ideais humanitários e foram barbaramente violentados .As revoluções armamentistas do mundo capitalista, os holocaustos sofridos pelos judeus e pelos negros, as duas grandes guerras mundiais, as colonizações de exploração, as cruzadas etc, são bons exemplos de como a violência é um marco na história dos povos.O que efetivamente mudou nos dias atuais? A violência foi acentuada? Aumentou o grau de criminalidade nas grandes metrópoles? E no campo, como anda a situação? A mídia todos os dias informa que tanto no campo como nas cidades, o índice de criminalidade vem crescendo  de forma incontrolável e efetivamente se chega à conclusão de que  o terrorismo internacional, aliada as grandes organizações criminosas disseminadas pelos continentes, mantém o controle da governabilidade do crime, que a cada dia aumenta devido aos maus políticos e policiais corruptos,  que“facilitam de alguma maneira através de suas ações nefastas - o acesso dos bandidos ao seio da sociedade. A violência nos tempos pós-modernos é mais sofisticada, por vezes, virtual e eletrônica; pode afetar em curtíssimo espaço de tempo, o alvo desejado. Portanto, a população mundial, vive hoje, sob a constante ameaça onlaine, que caracteriza o terrorismo eletrônico. Segundo, o governo americano (Super Interessante, p. 20, 2001) um ataque desses (...) poderia parar aeroportos, causar transtornos no trânsito etc. Em junho de 2001, os hackers chineses atacaram os Estados Unidos acessando os computadores que controlam a rede elétrica da Califórnia por dezessete dias e, por muito pouco não causaram um blecaute nos Estados Unidos, além de organizarem um devastador ataque por vírus intitulado de code red, programado para atacar a home page da Casa Branca, sede do governo americano. Casas residenciais e empresas também são vítimas da violência, virtual. O mundo vive sob tensão, também, por medo de guerras bacteriológicas químicas e nucleares que podem dizimar grandes massas populacionais causando desolação e terror.  Atualmente, Crimes passionais são cometidos através da Internet, como o caso da jovem de treze anos, Cristina Long, estrangulada pelo brasileiro de prenome Saul, nos Estados Unidos em 2002. A garota era viciada em Internet, onde procurava seus parceiros para as transas sexuais. Menina católica cantava no coral da igreja durante as missas, era órfã de pai e mãe, boa aluna e mostrava se muito carente (ISTOÉ, p. 102 -103 - 2002.).Como esse, são milhares de casos parecidos.
A violência branca caracterizada pela fome e pela miséria, pela falta de oportunidades para o mercado de trabalho e pela baixa escolaridade, assola os paises subdesenvolvidos e em desenvolvimento, (periféricos) que vivem atrelados aos países de primeiro mundo (centrais) numa violenta relação de poder e desigualdade. Em conseqüência, a educação para os países pobres é com base na diferenciação de classes sociais, onde o ensino não e igual, para todos, nem tampouco todos têm as mesmas oportunidades. As novas tecnologias quase não são utilizadas no contexto escolar e, os alunos, oriundos das diferentes camadas sociais, levam para as escolas, as angústias, frustrações e desesperanças promovidas também pela desestruturação da base familiar.
Alguns professores vivem assustados, com medo, apesar da polícia fazer ronda constante nas unidades escolares e serem acionadas nos momentos críticos; o que vem acarretando ameaças dos alunos à direção, professores e funcionários. A situação é realmente caótica também em ralação aos docentes que além de tentarem de todas as formas possíveis, fazerem um bom trabalho em educação, não está sendo fácil, pelo fato de estarem sendo também violentados, lecionando muitas disciplinas, estudando, planejando e tentando encontrar soluções para a questão da indisciplina e da violência. É importante ressaltar, que um (a) professor (a) com carga horária de 20 horas, leciona para sete turmas, o de 40 horas, 14 turmas, o que para eles, é uma tremenda violência sacrificar o ser humano dessa maneira, não sobrando tempo para o lazer, mais leitura e conseqüentemente melhor qualidade de vida.
As informações acima citadas foram coletadas, após pesquisa em algumas unidades escolares da rede pública, na região de Jacobina em 2006.
Portanto, fica comprovado que a violência existe desde os tempos primordiais da Terra e que ainda hoje, na família, na escola, na sociedade como um todo, ela figura de todas as formas, mudam-se os meios, os instrumentos, mas ela, a violência, parece ser algo inerente a natureza humana. O que fazer? Desarmar os homens? O Brasil até que tentou, mas a população disse não ao referendo do dia 10 de outubro, com receio de ficar refém dos bandidos e de policiais corruptos que violentam a Constituição Federal e se aliam ao crime organizado.

Referências
Revista ISTOÉ, p. 102 – 103, 2002
Revista Super Interessante, p. 20,2001

Maria de Lurdes Mattos Dantas Barbosa
Enviado por Maria de Lurdes Mattos Dantas Barbosa em 06/03/2008
Alterado em 31/08/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lurdes.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras